Governadores do PT terão carta branca para alianças

A direção do PT deverá fazer uma reunião no dia 23 para dar início às negociações para a eleição deste ano nos Estados. Segundo a coluna Painel, a direção definiu que os cinco governadores do partido terão total liberdade para fechar alianças; "No Ceará, por exemplo, a articulação é pela presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), na chapa do governador Camilo Santana. Nas unidades que o PT não governa, a direção nacional vai querer avalizar os acordos", diz a coluna 

A direção do PT deverá fazer uma reunião no dia 23 para dar início às negociações para a eleição deste ano nos Estados. Segundo a coluna Painel, a direção definiu que os cinco governadores do partido terão total liberdade para fechar alianças; "No Ceará, por exemplo, a articulação é pela presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), na chapa do governador Camilo Santana. Nas unidades que o PT não governa, a direção nacional vai querer avalizar os acordos", diz a coluna 
A direção do PT deverá fazer uma reunião no dia 23 para dar início às negociações para a eleição deste ano nos Estados. Segundo a coluna Painel, a direção definiu que os cinco governadores do partido terão total liberdade para fechar alianças; "No Ceará, por exemplo, a articulação é pela presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), na chapa do governador Camilo Santana. Nas unidades que o PT não governa, a direção nacional vai querer avalizar os acordos", diz a coluna  (Foto: Aquiles Lins)

247 - A direção do PT deverá fazer uma reunião no dia 23 para dar início às negociações para a eleição deste ano nos Estados. Segundo a coluna Painel, a direção definiu que os cinco governadores do partido terão total liberdade para fechar alianças.

"No Ceará, por exemplo, a articulação é pela presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), na chapa do governador Camilo Santana. Nas unidades que o PT não governa, a direção nacional vai querer avalizar os acordos. De toda forma, a sigla vai deixar claro que o objetivo é garantir o maior número de palanques para Lula –ou seu substituto– país afora, além de uma boa bancada de deputados", diz a coluna.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247