Haddad para Moro: o Coaf não deveria ficar sob as ordens de um político

Fernando Haddad, candidato à presidência pelo PT em 2018, alfinetou neste sábado (8) o ex-juiz Sérgio Moro, que a partir de janeiro comandará o ministério da Justiça e também o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), previsto para ser transferido para a nova pasta de Moro em 1o de janeiro; "o Coaf não deveria ficar sob as ordens de um político"

Haddad para Moro: o Coaf não deveria ficar sob as ordens de um político
Haddad para Moro: o Coaf não deveria ficar sob as ordens de um político

247 - Fernando Haddad, candidato à presidência pelo PT em 2018, alfinetou neste sábado (8) o ex-juiz Sérgio Moro, que a partir de janeiro comandará o ministério da Justiça e também o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), previsto para ser transferido para a nova pasta de Moro em 1o de janeiro.

O mesmo Coaf que apontou a suspeita movimentação financeira de R$ 1,2 milhão feita pelo ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Fabrício Queiroz, no caso que já ficou conhecido como Bolsogate.

"O Coaf não deveria ficar sob as ordens de um político", tuitou Fernando Haddad.

Sobre o escândalo envolvendo seu futuro chefe e o Conselho que estará sob o seu auspício, por ora, Moro está em silêncio.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247