Haddad reforça a defesa do impeachment e diz que não há UTI para a democracia

Presidenciável contesta a postura daqueles que apenas condenam Bolsonaro, mas não reagem ao seu projeto autoritário com ações concretas

(Foto: Diego Padilha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-prefeito Fernando Haddad, que disputou a eleição presidencial de 2018, voltou a reforçar sua defesa do impeachment de Jair Bolsonaro, que, segundo os editoriais de hoje do Globo, do Estado e da Folha, pretende implantar uma ditadura no Brasil, mas poderá ser contido pelas instituições.

Haddad contesta essa postura da elite brasileira, que atinge até setores do campo progressista. "Erro gravíssimo desdenhar ou minimizar ataques à democracia por parte de quem ocupa a presidência da República. Quando o verme do autoritarismo se instala, não há respirador que supra o ar que faltará. Não há UTI para a democracia", afirmou ele em seu twitter.

Haddad tem razão.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247