Ibope: 27% consideram governo Bolsonaro ruim ou péssimo

Pesquisa CNI/Ibope sobre popularidade de Jair Bolsonaro divulgada na manhã desta quarta-feira (24) apresenta crescimento de 3 pontos percentuais no percentual de pessoas que consideram seu governo ruim ou péssimo em um mês: o número saltou de 24% em março para 27% agora em de abril; em janeiro apenas 11% consideravam o governo ruim ou péssimo -em fevereiro, eram 19%; o salto em menos de quatro meses de Bolsonaro é de 16 pontos percentuais; é o presidente de primeiro mandato com pior avaliação da história

Ibope: 27% consideram governo Bolsonaro ruim ou péssimo
Ibope: 27% consideram governo Bolsonaro ruim ou péssimo (Foto: Adriano Machado - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa CNI/Ibope sobre popularidade de Jair Bolsonaro divulgada na manhã desta quarta-feira (24) apresenta crescimento de 3 pontos percentuais no percentual de pessoas que consideram seu governo ruim ou péssimo em um mês: o número saltou de 24% em março para 27% agora em de abril; em janeiro apenas 11% consideravam o governo ruim ou péssimo -em fevereiro, eram 19%. O salto em menos de quatro meses de Bolsonaro é de 16 pontos percentuais; é o presidente de primeiro mandato com pior avaliação da história.

De acordo com o levantamento, 35% dos brasileiros aprovam o governo Jair Bolsonaro (PSL) e 31% consideram-no regular. O percentual dos que não souberam ou não responderam soma 7%. 

Veja a evolução dos números nas pesquisas de janeiro, fevereiro, março e abri:

Ruim/péssimo: 11%, 19%, 24%, 27%

Bom/ótimo: 49%, 39%, 34%, 35%

Regular: 26%, 30%, 34%, 31%

Não sabe/não respondeu: 14%, 12%, 8%, 7%

 

A pesquisa, deste mês de abril, foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a entidade, o levantamento foi feito entre os dias 12 e 15 de abril e ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247