Ibope coloca mais pressão no PT pelo "Volta, Lula"

Pesquisa realizada em parceria com o jornal Estado de S.Paulo revela que a presidente Dilma Rousseff tem 30% da intenções de voto, contra 22% de Marina, 13% de Aécio Neves (PSDB) e 5% de Eduardo Campos (PSB); se o candidato fosse Lula, contudo, os números seriam 41% para o petista, com 18% para Marina, 12% para Aécio e 3% para Eduardo; na comparação com a última pesquisa Ibope/Estadão, de março, Dilma caiu de 58% para 30%; questionado nesta quinta se pode vir a ser candidato, Lula voltou a negar: "Eu tenho candidata à Presidência da República. As pessoas sabem que não adianta bater na minha porta"

Ibope coloca mais pressão no PT pelo "Volta, Lula"
Ibope coloca mais pressão no PT pelo "Volta, Lula"
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O clamor pelo "volta, Lula" deve crescer dentro do PT após a divulgação, nesta quinta-feira, de pesquisa Ibope/Estadão que mostra que o desempenho do ex-presidente tende a ser melhor que o da presidente Dilma Rousseff na eleição de 2014. Levantamento feito entre quinta-feira e domingo passados mostra que, contra os mesmo adversários, Lula atingiria 41% num primeiro turno, enquanto Dilma teria 30%.

No cenário com quatro candidatos a presidente, Dilma tem 30% das intenções de voto na pesquisa estimulada, contra 22% da ex-ministra Marina Silva (sem partido), 13% do senador Aécio Neves (PSDB) e 5% do governador Eduardo Campos (PSB). Contra os mesmos adversários, Lula chegaria a 41%, enquanto Marina teria 18%, Aécio ficaria com 12% e Eduardo, 3%. Por comparação, a taxa de Lula é 37% maior que a de Dilma.

Num outro cenário, desta vez com cinco candidatos, Dilma teria 29% das intenções de voto, contra 21% de Marina e 12% de Aécio. Os três perdem um ponto porcentual com a entrada do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, na disputa. Barbosa, aliás, aparece com 6%, na frente de Eduardo Campos, que fica com 5%. Nesse cenário, com Lula no lugar de Dilma, o petista chega a 39%, enquanto Marina cai para 17%, Aécio permanece com 12%, Barbosa fica com 6%, e Campos cai a 3%.

Queda

PUBLICIDADE

Segundo o Ibope/Estadão, a pesquisa divulgada nesta quinta-feira só pode ser comparada com levantamento feito em março,  que apontou 58% de intençõs de voto para Dilma. De lá pra cá, além da queda da presidente, a comparação mostra que Marina cresceu 10 pontos, Aécio ganhou 4 pontos e Campos oscilou de 3% para 5%. O que também subiu foi a proporção de votos nulo e branco, que subiram de 9% para 18%.

Após palestra sobre a política externa de seu governo, Lula foi questionado se havia possibilidade de ser candidato em 2014, e o ex-presidente voltou a negar a possibilidade: "Eu elimino [essa possibilidade]. Eu tenho candidata à Presidência da República. As pessoas sabem que não adianta bater na minha porta, a presidente Dilma é uma excelente presidente e uma excelente candidata".

PUBLICIDADE

Marina

A queda de Dilma e a ascensão de Marina foram mais sensíveis entre os mais ricos. Entre os que ganham mais de 10 salários mínimos, a presidente caiu de 43% para 19% das intenções de voto, enquanto Marina pulou de 18% para 44%. Na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, as duas aparecem tecnicamente empatadas: Dilma tem 35% contra 34% de Marina. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email