Interino, Temer aparelhou Estado e aumentou cargos de confiança

Apesar da promessa de cortes de gastos e eficiência, Michel Temer aumentou a quantidade de cargos de confiança logo que assumiu a Presidência, ainda como interino; também antes da consolidação do impeachment de Dilma Rousseff, o peemedebista trocou a chefia dos órgãos com maiores orçamentos da União, como o INSS (Instituto Nacional de Solidariedade Social) e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente), por aliados do PMDB, DEM, Solidariedade e PV; nos dias que antecederam a votação na Câmara que aceitou a admissibilidade do impeachment, políticos faziam caravanas para visitar Temer no Palácio Jaburu; as indicações partidárias do presidente foram alvos de questionamentos nos órgãos e em outras instâncias , como o Ministério Público Federal

Interino, Temer aparelhou Estado e aumentou cargos de confiança
Interino, Temer aparelhou Estado e aumentou cargos de confiança (Foto: Beto Barata/PR)

247 - Apesar da promessa de cortes de gastos e eficiência, Michel Temer aumentou a quantidade de cargos de confiança logo que assumiu a Presidência, ainda como interino. Além disso, também antes da consolidação do impeachment de Dilma Rousseff, o peemedebista trocou a chefia dos órgãos com maiores orçamentos da União, como o INSS (Instituto Nacional de Solidariedade Social) e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente), por aliados do PMDB, Solidariedade e PV. As informações são do jornal O Globo.

“Segundo dados do Portal da Transparência, o número totals de cargos de confiança e funções gratificadas aumentou nos meses de governo interino, passando de 107.121, em maio, para 108.514m em 31 de agosto, dia em que o impeachment foi finalizado e data da ultima atualização do banco de dados público."

As indicações partidárias do presidente foram alvos de questionamentos nos órgãos e em outras instâncias. No caso do Ibama, o Ministério Público Federal questionou o conhecimento da ex-deputada estadual Vanessa Damo (PMDB-SP), indicada por Temer para a superintendência do Ibama em São Paulo.

“Nos dias que antecederam essa votação [quando a Câmara aceitou a admissibilidade do impeachment, em 17 de abril], políticos faziam caravanas para visitar Temer no Palácio Jaburu. O tráfego de veículos era tão intenso que chegou a formar filas na portaria da residência oficial do vice -presidente. Seis meses depois, sobraram indicados pelo PT em apenas dois dos órgãos e o governo considera a acomodação dos aliados em cargos de segundo e terceiro escalões praticamente encerrada.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247