Isolado, FHC critica adesão oportunística do PSDB a base de Bolsonaro

Cada vez mais isolado dentro do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu, no Twitter, que a legenda tucana tenha um posicionamento crítico e "sem adesão oportunística" ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL); postagem vem na esteira do correligionário e governador eleito de São Paulo, João Doria, defender mudanças na Executiva do partido e que a legenda tucana passe a integrar base do novo governo; "Melhor esperar e torcer para o Brasil dar certo. Com crítica construtiva, sem adesão oportunística", escreveu

Isolado, FHC critica adesão oportunística do PSDB a base de Bolsonaro
Isolado, FHC critica adesão oportunística do PSDB a base de Bolsonaro

247 - Cada vez mais isolado dentro do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu, no Twitter, que a legenda tucana tenha um posicionamento crítico e "sem adesão oportunística" ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Postagem de FHC vem na esteira do correligionário e governador eleito de São Paulo, João Doria, defender publicamente mudanças na Executiva do partido e que a legenda tucana passe a integrar base do novo governo de extrema direita.

"Amanhã vou a Lisboa. Reunião do board da Fundaçao Champalimaud. Na próxima semana, Madri: Foro Ibero-americano. Por aqui só especulações sobre o novo governo. Melhor esperar e torcer para o Brasil dar certo. Com crítica construtiva, sem adesão oportunística", escreveu FHC na rede social.

O ex-presidente, que juntamente com o candidato do partido à Presidência da República Geraldo Alckmin, que ficou em quarto lugar no primeiro turno, vem ficando cada vez mais enfraquecido junto a cúpula partidária.

Doria vem pregando cada vez mais a necessidade de uma mudança na "correlação de forças" do partido e conta com o apoio de tucanos graúdos, como o senador Cássio Cunha Lima (PB) e os deputados Antonio Imbassahy (BA) e Bruno Araújo (PE). Araújo, que apoiou Bolsonaro na eleição em Pernambuco, tem o nome cotado para substituir Alckmin no comando nacional do PSDB.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247