Ivan Valente quer indiciar Cunha na CPI da Petrobras

Deputado Ivan Valente (PSOL-SP), titular da CPI da Petrobras, afirmou nesta segunda-feira, 29, que irá propor, em voto separado do parecer do relator Luiz Sérgio (PT-RJ), o indiciamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Não indiciar culpados é transformar a CPI em pizza", afirmou; "Não convocaram nenhum parlamentar da lista do procurador (Rodrigo Janot)". E o único que foi (na CPI) não falou a verdade", emendou o deputado, se referindo ao depoimento de Cunha, que na ocasião negou ter contas no exterior

Deputado Ivan Valente (PSOL-SP), titular da CPI da Petrobras, afirmou nesta segunda-feira, 29, que irá propor, em voto separado do parecer do relator Luiz Sérgio (PT-RJ), o indiciamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Não indiciar culpados é transformar a CPI em pizza", afirmou; "Não convocaram nenhum parlamentar da lista do procurador (Rodrigo Janot)". E o único que foi (na CPI) não falou a verdade", emendou o deputado, se referindo ao depoimento de Cunha, que na ocasião negou ter contas no exterior
Deputado Ivan Valente (PSOL-SP), titular da CPI da Petrobras, afirmou nesta segunda-feira, 29, que irá propor, em voto separado do parecer do relator Luiz Sérgio (PT-RJ), o indiciamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); "Não indiciar culpados é transformar a CPI em pizza", afirmou; "Não convocaram nenhum parlamentar da lista do procurador (Rodrigo Janot)". E o único que foi (na CPI) não falou a verdade", emendou o deputado, se referindo ao depoimento de Cunha, que na ocasião negou ter contas no exterior (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Ivan Valente (PSOL-SP), titular da CPI da Petrobras, afirmou nesta segunda-feira, 29, que irá propor, em voto separado do parecer do relator Luiz Sérgio (PT-RJ), o indiciamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Valente anunciou que pedirá vistas do relatório. 

"Não indiciar culpados é transformar a CPI em pizza", afirmou. Além de Cunha, Valente afirmou que pedirá o indiciamento do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Arthur Lira (PP-AL), e do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI).

"Não convocaram nenhum parlamentar da lista do procurador (Rodrigo Janot)", lembrou. "E o único que foi (na CPI) não falou a verdade", emendou o deputado, se referindo ao depoimento de Cunha, que na ocasião negou ter contas no exterior.

O parlamentar afirmou que a Câmara não pode ter sua imagem ainda mais desgastada com a permanência de Cunha no comando e pediu pressa no processo por quebra de decoro contra o peemedebista no Conselho de Ética. Valente acredita que a situação de Cunha é "insustentável". "As provas são muito contundentes", concluiu.

O PSOL prepara um aditamento do requerimento contra Cunha no Conselho de Ética incluindo a documentação divulgada na semana passada atribuindo ao peemedebista contas na Suíça. O partido também organiza uma "desomenagem" ao presidente da Casa para fazer um contraponto à homenagem que será feita a ele pela bancada de seu partido na condição de ex-líder da legenda na Câmara.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247