Janot tem mais duas denúncias contra Cunha

Em palestra concedida no laboratório de mídia do MIT, em Nova York, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nesta sexta-feira 22 que "em breve" apresentará ao STF mais duas denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que já é réu na corte em uma das ações da Operação Lava Jato; segundo Janot, dos "seis inquéritos instaurados, todos com fatos ilícitos diferentes (...), dois estão bem adiantados e rapidamente, acho, virão aí mais duas denúncias"

Em palestra concedida no laboratório de mídia do MIT, em Nova York, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nesta sexta-feira 22 que "em breve" apresentará ao STF mais duas denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que já é réu na corte em uma das ações da Operação Lava Jato; segundo Janot, dos "seis inquéritos instaurados, todos com fatos ilícitos diferentes (...), dois estão bem adiantados e rapidamente, acho, virão aí mais duas denúncias"
Em palestra concedida no laboratório de mídia do MIT, em Nova York, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nesta sexta-feira 22 que "em breve" apresentará ao STF mais duas denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que já é réu na corte em uma das ações da Operação Lava Jato; segundo Janot, dos "seis inquéritos instaurados, todos com fatos ilícitos diferentes (...), dois estão bem adiantados e rapidamente, acho, virão aí mais duas denúncias" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou durante palestra em Nova York, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira 22 que "virão aí mais duas denúncias" contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ao falar no laboratório de mídia da Massachusetts Institute of Technology (MIT), Janot disse que as novas denúncias serão apresentadas "em breve" ao Supremo Tribunal Federal (STF).

"O que a gente fez em referência a este investigado [Cunha]? Oferecemos uma denúncia que já foi recebida pelo Supremo, oferecemos uma segunda denúncia que está em vidas de ser julgada pelo recebimento ou não, e existem mais – se não me engano – seis inquéritos instaurados, todos com fatos ilícitos diferentes e, desses inquéritos, dois estão bem adiantados e rapidamente, acho, virão aí mais duas denúncias", disse Janot.

Segundo reportagem do portal G1, em nota, a assessoria de imprensa do presidente da Câmara afirmou que o procurador-geral da República "atua de forma seletiva e célere" contra ele. "Seria bom que adotasse a mesma rapidez contra todos os investigados, o que parece não ocorrer", disse Eduardo Cunha.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247