João Santana deixa campanha de Dilma em alerta

Publicitário do PT apresentou pesquisas mostrando que caiu a confiança do eleitor na capacidade do governo para promover mudanças; constatação deve dar nova guinada na estratégia eleitoral pela reeleição de Dilma; em contrapartida, sondagem aponta que Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) não despontam como herdeiros da confiança perdida do eleitor

ORG XMIT: AGEN1012031638220983 ORG XMIT: 174001_1.tif EleiÁ„o Presidencial, 2010 - Segundo Turno: da esq. para a dir., a candidata do PT ‡ presidÍncia da Rep˙blica, Dilma Rousseff, o marqueteiro e jornalista Jo„o Santana, e o presidente Luiz In·cio Lula d
ORG XMIT: AGEN1012031638220983 ORG XMIT: 174001_1.tif EleiÁ„o Presidencial, 2010 - Segundo Turno: da esq. para a dir., a candidata do PT ‡ presidÍncia da Rep˙blica, Dilma Rousseff, o marqueteiro e jornalista Jo„o Santana, e o presidente Luiz In·cio Lula d (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Uma sondagem apresentada por João Santana em reunião no Planalto deixou a campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff em alerta.

Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, estudo aponta queda na confiança do eleitor na capacidade do governo para promover mudanças. Constatação deve dar nova guinada na estratégia eleitoral pela reeleição de Dilma. Equipe deve culpar o cenário internacional para combater desânimo.

Em contrapartida, pesquisa aponta que Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) ainda não despontam como herdeiros da confiança perdida do eleitor.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247