Jucá: as condições de governabilidade se exauriram

Ex-líder dos governos Dilma e Lula, o senador Romero Jucá (PMDB- RR) afirmou que o desembarque do seu partido do governo, oficializada em uma reunião de três minutos, ocorreu porque “a aliança se rompeu e as condições de governabilidade se exauriram”; ele disse esperar que “ministros e órgãos importantes atuem em sintonia com o partido”; “Se houver alguma discrepância, será tratada individualmente”

CPI do Futebol realiza reunião secreta para divulgação aos membros da documentação de caráter sigiloso em poder da CPI. Em pronunciamento, relator da CPI do Futebol, senador Romero Jucá (PMDB-RR) Foto: Roque de Sá/Agência Senado.
CPI do Futebol realiza reunião secreta para divulgação aos membros da documentação de caráter sigiloso em poder da CPI. Em pronunciamento, relator da CPI do Futebol, senador Romero Jucá (PMDB-RR) Foto: Roque de Sá/Agência Senado. (Foto: Roberta Namour)

247 – Para o ex-líder dos governos Dilma e Lula, o senador Romero Jucá (PMDB- RR) disse que o desembarque do seu partido do governo, oficializada em uma reunião de três minutos, ocorreu porque “a aliança se rompeu e as condições de governabilidade se exauriram”.

“O Brasil é maior do que qualquer governo, que qualquer entendimento político. E quem representa a população, quem é político, quem é partido, tem que representar a vontade do povo brasileiro. E a vontade do povo está expressa nos movimentos e em todas as manifestações. O partido que não entender isso ficará de costas para a sociedade e vai pagar um alto preço. Impeachment é uma outra questão que vamos tratar no momento apropriado”, disse ele, em entrevista ao Globo.

Ele disse esperar que “ministros e órgãos importantes atuem em sintonia com o partido”. “Se houver alguma discrepância, será tratada individualmente”, ressaltou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247