Jucá: PMDB fechou questão para salvar Temer de denúncia de corrupção

Senador e presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), disse que o partido fechou questão e votará em bloco pela rejeição da denúncia de corrupção feita pela procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer. "O PMDB Nacional fechou questão em relação à votação da denúncia contra o presidente Temer", afirmou Jucá no Twitter; ele também ameaçou os dissidentes ao escrever que os peemedebistas que votarem pela aceitação da denúncia "sofrerão as consequências" decorrentes da decisão

Brasília - O presidente interino Michel Temer entrega o projeto de lei que altera a meta fiscal ao o presidente do Senado, Renan Calheiros, acompanhado do ministro Romero Jucá, do Planejamento (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - O presidente interino Michel Temer entrega o projeto de lei que altera a meta fiscal ao o presidente do Senado, Renan Calheiros, acompanhado do ministro Romero Jucá, do Planejamento (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador e presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), disse que o partido fechou questão e votará em bloco pela rejeição da denúncia de corrupção feita pela procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer. "O PMDB Nacional fechou questão em relação à votação da denúncia contra o presidente Temer", afirmou Jucá em uma postagem no Twitter.

Ele também ameaçou os dissidentes ao escrever que os peemedebistas que votarem pela aceitação da denúncia "sofrerá as consequências". Apesar de não especificar quais seriam estas consequências, aliados de Temer tem ameaçado retirar indicados de cargos comissionados de quem contrariar os interesses do governo. A sessão de votação pela admissibilidade ou não da denúncia está marcada para esta quarta-feira (2).

Temer precisa do voto favorável de 172 dos 513 deputados para barrar o andamento da denúncia e impedir que o Supremo tribunal Federal abra processo para investigá-lo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247