Jucá, que quer ‘estancar a sangria’ da Lava Jato, vira líder do governo Temer

Mensagem presidencial publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira 17 indica o senador Romero Jucá (PMDB-RR) para exercer a função de líder do governo no Congresso Nacional; ele irá substituir a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES)

Brasília - O presidente interino Michel Temer entrega o projeto de lei que altera a meta fiscal ao o presidente do Senado, Renan Calheiros, acompanhado do ministro Romero Jucá, do Planejamento (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - O presidente interino Michel Temer entrega o projeto de lei que altera a meta fiscal ao o presidente do Senado, Renan Calheiros, acompanhado do ministro Romero Jucá, do Planejamento (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - O presidente Michel Temer nomeou nesta quinta-feira 17 o senador Romero Jucá (PMDB-RR) como líder do governo no Congresso Nacional.

A mensagem presidencial indicando Jucá para a função foi publicada no Diário Oficial da União de hoje. Ele irá substituir a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES).

Jucá caiu do Ministério do Planejamento, na gestão Temer, em maio desse ano, em meio a um escândalo após a divulgação de uma conversa sua com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado em que defendia "estancar a sangria" da Lava Jato.

A solução, segundo ele, seria a troca do governo Dilma Rousseff por Michel Temer. Relembre aqui o diálogo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247