Jucá quer novas regras para uso do fundo partidário

Presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), quer se reunir com presidentes de partidos aliados para propor a flexibilização do destino da verba dentro dos partidos; "Quem deve sofrer são as fundações: a proposta prevê reduzir de 20% para 5% o investimento das legendas exigido pela legislação. A criação de um fundo eleitoral para custear campanhas também será tema do encontro", diz a colunista Natuza Nery; no orçamento de 2016, o valor reservado para o fundo partidário é de R$ 819 milhões

CPI do Futebol realiza reunião secreta para divulgação aos membros da documentação de caráter sigiloso em poder da CPI. Em pronunciamento, relator da CPI do Futebol, senador Romero Jucá (PMDB-RR) Foto: Roque de Sá/Agência Senado.
CPI do Futebol realiza reunião secreta para divulgação aos membros da documentação de caráter sigiloso em poder da CPI. Em pronunciamento, relator da CPI do Futebol, senador Romero Jucá (PMDB-RR) Foto: Roque de Sá/Agência Senado. (Foto: Aquiles Lins)

247 - O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), quer discutir novas utilizações para os recursos do fundo partidário. 

Segundo a coluna Painel deste domingo, 16, Jucá quer se reunir com presidentes de partidos aliados para propor a flexibilização do destino engessado da verba dentro dos partidos.

"Quem deve sofrer são as fundações: a proposta prevê reduzir de 20% para 5% o investimento das legendas exigido pela legislação. A criação de um fundo eleitoral para custear campanhas também será tema do encontro", diz a colunista Natuza Nery. 

No orçamento de 2016, o valor reservado para o fundo partidário é de R$ 819 milhões. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247