Lançado na campanha de Lula, vídeo emocionante critica teoria da “escolha difícil” e viraliza nas redes

Chamado “dois lados”, vídeo desmascara a expressão da direita em 2018 e questiona: “que Brasil você quer? O do ódio ou o do amor?”

www.brasil247.com - Cena do filme "Que Brasil você quer?"
Cena do filme "Que Brasil você quer?" (Foto: Reprodução)


247 - O vídeo “dois lados”, exibido no ato de lançamento da pré-candidatura do ex-presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin, viralizou nas redes sociais neste sábado (7) com a mensagem crítica de que a disputa de 2022 seria uma “escolha difícil”.

A expressão, que ficou famosa por conta do título de um editorial do jornal O Estado de S.Paulo em 2018, quando os candidatos eram Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, é lembrada até hoje, três anos e meio depois do desmonte e do retrocesso praticado pelo governo de extrema direita no País.

“Existe aquele que abandona, e o que acolhe. O que cruza os braços e o que estende a mão”, diz trecho do texto do vídeo. “Aquele que tira e o que reparte”, continua. “Que Brasil você quer? O do ódio ou o do amor?”, pergunta, por fim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email