Léo Índio nega influência do tio Bolsonaro ao pedir demissão do gabinete de Chico Rodrigues

Sobrinho de Bolsonaro tinha no gabinete o cargo “SF02”, um dos mais altos do Senado, com salário de R$ 22.943,73 mensais

Léo Índio e Jair Bolsonaro
Léo Índio e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum - O sobrinho do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ), Léo Índio, pediu demissão, na noite desta quinta-feira (15), do gabinete de Chico Rodrigues, o ex-vice-líder do governo no Senado, pego em flagrante pela PF (Polícia Federal) com dinheiro nas nádegas.

O assessor afirmou que “diferente do texto divulgado pela imprensa, a decisão de sair do gabinete do senador Chico Rodrigues foi decisão unicamente minha, sem orientação da Presidência e de aliados do Governo”.

Ele é filho de Rosemeire Nantes Braga Rodrigues, irmã de Rogéria Nantes, ex-mulher de Jair Bolsonaro e mãe dos três filhos mais velhos do presidente. Rogéria disputa uma vaga na Câmara Municipal do Rio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email