Lideranças das bancadas evangélica e da bala assumem apoio a Bolsonaro

Os líderes das bancadas evangélica e da bala no Congresso Nacional assumiram o apoio ao candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro; deputado Hidekazu Takayama (PSC-PR), que coordena a frente dos evangélicos na Câmara, afirmou ao Estado que o apoio do seu grupo é uma "tendência natural", já que o candidato apoia os "valores cristãos e da família"

Lideranças das bancadas evangélica e da bala assumem apoio a Bolsonaro
Lideranças das bancadas evangélica e da bala assumem apoio a Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os líderes das bancadas evangélica e da bala no Congresso Nacional assumiram o apoio ao candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro. O deputado Hidekazu Takayama (PSC-PR), que coordena a frente dos evangélicos na Câmara, afirmou ao Estado que o apoio do seu grupo é uma "tendência natural", já que o candidato apoia os "valores cristãos e da família".

Oficialmente, há 182 integrantes em exercício na Frente Parlamentar Evangélica (FPE). No entanto, 105 deputados pertencem a outras religiões e entraram com suas assinaturas somente para viabilizar a criação da frente. Os 84 parlamentares representam 23 Estados, 21 legendas e 19 denominações evangélicas.

Já o criador da Frente Parlamentar da Segurança e candidato ao governo do Distrito Federal, Alberto Fraga (DEM-DF), declarou seu apoio pessoal ao militar na noite dessa terça-feira, 2, ao vivo, durante o debate realizado pela TV Globo. De acordo com ele, dos 306 integrantes do grupo, cerca de 170 querem o capitão reformado no Palácio do Planalto.

Fraga afirmou, contudo, que o grupo não se posicionará oficialmente porque nem todos os seus integrantes foram consultados sobre a questão. "Eu gostaria (de declarar posição), mas como não consegui reunir todo mundo, não tenho como emitir essa nota. Claro que deve ter gente que não concorda com essa decisão", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247