Lula admite 'possível' culpa do PT em ofensas a Dilma

Após culpar a "elite branca" pelos xingamentos a presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa, ex-presidente Lula muda de tom: "Me cheirou a coisa organizada (o ataque a presidente). O preconceito, a raiva demonstrada. Possivelmente a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho. O PT não pode fazer uma campanha sem discutir o tema da corrupção. Não podemos, como avestruz, enfiar a cabeça na areia e falar ‘esse tema não é nosso’. Nós temos que debater”, disse em entrevista no Jornal do SBT

www.brasil247.com - Após culpar a "elite branca" pelos xingamentos a presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa, ex-presidente Lula muda de tom: "Me cheirou a coisa organizada (o ataque a presidente). O preconceito, a raiva demonstrada. Possivelmente a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho. O PT não pode fazer uma campanha sem discutir o tema da corrupção. Não podemos, como avestruz, enfiar a cabeça na areia e falar ‘esse tema não é nosso’. Nós temos que debater”, disse em entrevista no Jornal do SBT
Após culpar a "elite branca" pelos xingamentos a presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa, ex-presidente Lula muda de tom: "Me cheirou a coisa organizada (o ataque a presidente). O preconceito, a raiva demonstrada. Possivelmente a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho. O PT não pode fazer uma campanha sem discutir o tema da corrupção. Não podemos, como avestruz, enfiar a cabeça na areia e falar ‘esse tema não é nosso’. Nós temos que debater”, disse em entrevista no Jornal do SBT (Foto: Roberta Namour)


247 – O ex-presidente Lula mudou de tom ao se referir aos xingamentos contra a presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa do Mundo. Após culpar a "elite branca" pelas ofensas, ele admitiu que o governo "possivelmente tenha culpa" por não ter "cuidado com carinho" da insatisfação de parte da população.

“Me cheirou a coisa organizada (o ataque à presidente). O preconceito, a raiva demonstrada. Possivelmente a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho. O PT não pode fazer uma campanha sem discutir o tema da corrupção. Não podemos, como avestruz, enfiar a cabeça na areia e falar ‘esse tema não é nosso’. Nós temos que debater”, disse Lula, em entrevista ao Jornal do SBT.

Desde a semana passada, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, tem defendido uma revisão do PT sobre o episódio. Após ouvir críticas da cúpula do PT ao negar xingamentos a Dilma só da ‘elite branca’, ele reafirmou que o PT está errado no seu diagnóstico sobre a insatisfação com o governo, por "ilusão de que o povo pensa que está tudo bem".

Nesta quarta-feira, o ex-presidente ainda comentou o julgamento do chamado “mensalão”. “A minha tese é de que, possivelmente, esse tenha sido o processo que tenha sido julgado com a maior pressão de determinados setores dos meios de comunicação da história da humanidade. Nunca as pessoas envolvidas num processo foram condenadas com tanta antecedência como foi nesse caso. Eu não estou julgando os ministros, e não vou julgá-los, mesmo que uma decisão ou outra não me agrade. Não é meu papel julgar a Suprema Corte. O que eu acho, agora, o que temos fazer, é recontar essa história.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assista aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email