Lula: nunca imaginei que esse país fosse capaz de ter alguém tão inepto para tomar decisões

Ex-presidente criticou a discussão para combater a crise do coronavírus no Brasil “como se estivéssemos num estado normal da economia”. “Nós estamos numa guerra”, disse. E declarou que Bolsonaro “não quer fazer nada de bem, só divulgar fake news”, afirmou ainda (assista)

Ex-presidente Lula e Jair Bolsonaro
Ex-presidente Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Ricardo Stuckert | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez duras críticas à forma como vem sendo discutidas as medidas de combate à crise do coronavírus no Brasil, principalmente por parte do governo federal. “A sociedade precisa se dar conta de que o coronavírus não é uma gripezinha, é grave e não tem cura. E por isso ela precisa ficar em casa”, alertou, usando ironicamente a palavra já dita por Jair Bolsonaro para definir a Covid-19.

Para ele, Bolsonaro “não está preocupado em fazer nada de bem, só em publicar fake news”. “Eu não sei como ele não seguiu o discurso do Trump, que já assumiu a gravidade do coronavírus. Precisamos parar de discutir a economia como se estivéssemos num estado normal. Nós estamos numa guerra”, disse, durante debate na internet feito com os deputados Alexandre Padilha e Paulo Pimenta e com o governador do Piauí, Wellington Dias.

“Eu nunca imaginei que esse país pudesse ter alguém tão inepto, tão incompetente para dirigir alguma coisa, para tomar uma decisão. Me parece que é uma gente do mal”, ressaltou o ex-presidente, ao questionar os participantes do debate sobre como enxergavam o futuro do País após a crise do coronavírus.

“Estamos discutindo saídas econômicas como se estivéssemos em tempos de normalidade. O Guedes continua falando nas reformas. O que ele tá esperando é o momento de dizer que ‘agora a saída é vender a Petrobras, o Banco do Brasil, o BNDES, a Caixa…’ para ver se encontra uma solução. Quando está ficando cada vez mais claro que somente um Estado forte, com coragem e poder de decisão, pode resolver esses problemas”, criticou.

Lula afirmou ainda que é preciso ter coragem para “rediscutir o papel do Estado” no País e somente ele “não trata seletivamente a sociedade em função da sua origem social”. "Não podemos ter vergonha de dizer que dependemos de um Estado forte. Não pode ser um Estado marionete", disse ainda.

Ele também pressionou a elite financeira do País para agir no combate à crise: “cadê os grandes empresários, os grandes banqueiros, que ganharam dinheiro a vida inteira nesse país? Cadê o gesto deles?”.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao debate:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email