Lula: Ciro escolheu ir para Paris e xingar o povo que votou no Haddad e não nele

Em sua primeira entrevista após sair da prisão, ao Nocaute, o ex-presiente Lula falou sobre os ataques de Ciro Gomes ao PT e a ele. "Eu fico pesando o que o Ciro fez. As coisas boas e ruins, e prefiro ficar com as boas. Ele nos ajudou no governo. Agora, ele escolheu ir pra Paris no segundo turno e xingar o povo que votou no Haddad e não nele", disse

247 - Em entrevista ao site Nocaute, a primeira depois de sair da prisão, o ex-presidente Lula falou sobre os ataques proferidos por Ciro Gomes e a sua ida para Paris durante o segundo turno das eleições, e não ter apoiado Fernando Haddad (PT).

"Eu fico pesando o que o Ciro fez. As coisas boas e ruins, e prefiro ficar com as boas. Ele nos ajudou no governo. Agora, ele escolheu ir pra Paris no segundo turno e xingar o povo que votou no Haddad e não nele", disse Lula, na conversa com Fernando Morais, Aline Piva e Ana Roxo.

Em outros trechos da entrevista, Lula negou que tenha solicitado uma reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e defendeu que o PT tenha candidato próprio nas eleições de 2022. Comentou ainda a cobrança de autocrítica ao PT: "Se você tem críticas pra fazer ao PT, faça. Mas se eu ficar toda hora fazendo autocrítica, aí nem precisamos de oposição".

O ex-presidente também voltou a criticar duramente o ex-juiz e atual ministro Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol pela condenação sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP). "Quero provar que quem montou quadrilha foi Moro e Dallagnol. Canalhas", disse. Para Lula, Dallagnol "deveria ter sido exonerado e ter sido preso".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247