Lula e Renan discutem plebiscito para nova eleição presidencial

O ex-presidente Lula e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) discutiram nesta terça (26) a viabilidade de se realizar novas eleições presidenciais no país; o peemedebista defende a realização de um plebiscito, que pode ser feito nas eleições de outubro deste ano, regulamentado em 60 dias; as novas eleições presidenciais ficariam para 2017; Lula, que, na pesquisa Vox Populi, lidera com até 31% das intenções de voto, segundo aliados, ficou animado com o cenário

O ex-presidente Lula e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) discutiram nesta terça (26) a viabilidade de se realizar novas eleições presidenciais no país; o peemedebista defende a realização de um plebiscito, que pode ser feito nas eleições de outubro deste ano, regulamentado em 60 dias; as novas eleições presidenciais ficariam para 2017; Lula, que, na pesquisa Vox Populi, lidera com até 31% das intenções de voto, segundo aliados, ficou animado com o cenário
O ex-presidente Lula e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) discutiram nesta terça (26) a viabilidade de se realizar novas eleições presidenciais no país; o peemedebista defende a realização de um plebiscito, que pode ser feito nas eleições de outubro deste ano, regulamentado em 60 dias; as novas eleições presidenciais ficariam para 2017; Lula, que, na pesquisa Vox Populi, lidera com até 31% das intenções de voto, segundo aliados, ficou animado com o cenário (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No encontro com o ex-presidente Lula nesta terça-feira (26), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) tratou da viabilidade de se realizar novas eleições presidenciais no país.

Segundo a Folha, Renan disse a aliados que Lula está "muito realista" sobre a situação da presidente Dilma Rousseff, por isso estuda a possibilidade da antecipação do pleito.

A presidente tem feito consultas sobre a possibilidade de realizar novas eleições. O modelo, porém, ainda é bastante incerto e foi isso que Lula debateu com Renan.

O presidente do Senado defende o novo pleito mas acredita que Dilma não conseguirá fazê-lo via Proposta de Emenda Constitucional, pois o Congresso não aprovaria a medida.

A saída proposta por Renan seria um plebiscito, que pode ser feito nas eleições de outubro deste ano, regulamentado em 60 dias e, assim, as novas eleições presidenciais ficariam para 2017.

Lula, que, na pesquisa Vox Populi, lidera com até 31% das intenções de voto, segundo aliados, ficou animado com o cenário.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247