Lula ganha aplauso de Dilma e ‘olê’ no Planalto

Presidente faz homenagem a ex no meio da crise aberta pelo diálogo dele com Gilmar Mendes; destacou o "desempenho de Lula em se comprometer com o desenvolvimento"; público da cerimônia no Planalto aplaudiu e cantou de pé; Dilma emocionou-se

Lula ganha aplauso de Dilma e ‘olê’ no Planalto
Lula ganha aplauso de Dilma e ‘olê’ no Planalto (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A presidente Dilma Rousseff não fez ouvidos moucos à polêmica criada pelas versões sobre a conversa travada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Gilmar Mendes, do STF. À acusação de que Lula teria pressionado Mendes a trabalhar pelo adiamento da votação do caso do Mensalão, a presidente respondeu com a transformação de uma cerimônia de premiação no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira 30, no início da tarde, em verdadeiro desagravo ao ex-presidente. Mesmo sem a presença dele, Dilma fez questão de dizer que estava prestando apoio a Lula. "Tenho certeza que faço essa homenagem pelo desempenho de Lula em se comprometer no Brasil com a questão do desenvolvimento e da oportunidade para os mais pobres do País e seu comprometimento internacional com a luta pela erradicação da pobreza nas regiões pobres do nosso planeta, que ele conhecia bem, porque são parecidas com as do Brasil", disse Dilma bastante emocionada.

Ao ouvir a referência ao nome do ex-presidente, a plateia ficou de pé para aplaudir e entoou o antigo slogan: "Olé, olé, olá, Lula, Lula". Foi durante a cerimônia de entrega do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Dilma disse que "pessoas certas, nos lugares certos, na hora certa mudam os processos", e aproveitou para homenagear o antecessor pelas iniciativas pela redução da pobreza, desigualdades e pelo desenvolvimento do País.

A homenagem veio em momento bem oportuno, logo quando o ex-presidente está envolvido em polêmica com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. De acordo com Mendes, Lula insinuou pressão para adiar o julgamento do mensalão, ao comentar sobre sua viagem a Berlim em 2009, quando o ministro se encontrou com o senador Demóstenes Torres, que caiu em desgraça depois de revelada sua relação de proximidade com o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247