Lula tem encontro com empresários na Fiesp nesta terça-feira

José Roberto Ermírio de Moraes, do Conselho Superior de Economia da Fiesp, e economistas como André Lara Resende e Paulo Rabelo de Castro estarão no almoço com o ex-presidente

Fiesp e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Por Eduardo Maretti, da RBA - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participa, nesta terça-feira (5), de almoço com empresários paulistas na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista. José Roberto Ermírio de Moraes – presidente do Conselho Superior de Economia da Fiesp – e economistas como André Lara Resende e Paulo Rabelo de Castro, entre outros, estarão no almoço, assim como o pré-candidato a vice, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB).

As diretrizes que vão basear o programa de governo de Lula e da aliança dos sete partidos que compõem a frente em seu apoio vão estar no cardápio do almoço na Fiesp. Lula tem estreitado o diálogo com o chamado PIB nas últimas semanas. Na terça-feira da semana passada (28), também em reunião fechada com empresários, disse-lhes que não será imprevisível na área econômica.

O almoço na Fiesp desta terça é também marcado por reunir Lula e o novo presidente da entidade, Josué Gomes da Silva, filho de José Alencar, vice-presidente da República nos dois mandatos do petista, de 2003 a 2010, que morreu em 2011. Em 2017, Lula visitou a Coteminas, empresa que era de Alencar e naquele ano já era administrada por Josué.

CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

Fim de 17 anos de Skaf

O presidente da Fiesp é apontado como um empresário discreto, que, ao contrário do pai, não gosta tanto de política, embora tenha se candidatado ao Senado em 2014, sendo derrotado pelo então tucano Antonio Anastasia. Por outro lado, é um homem de diálogo, diferentemente de Paulo Skaff, ex-presidente da federação. Skaf comandou a entidade por 17 anos.

Em fevereiro, recém-empossado menos de dois meses antes, Josué já se reuniu com as centrais. Na ocasião, segundo a Folha de S. Paulo, o presidente da CUT, Sérgio Nobre, declarou que o encontro era “muito simbólico” e representava “esperança”, dada situação do país com Jair Bolsonaro. 

Segundo um interlocutor de Lula, mesmo evitando se envolver diretamente com política, Josué Gomes da Silva “é um democrata, preocupado com a indústria paulista, que dará nova dinâmica à Fiesp”, já que Skaf “ficou refém de Bolsonaro e sequer atendia as centrais”. Nesse sentido, a relação entre centrais e a Fiesp volta a ser “civilizatória”. A gestão de Paulo Skaf ficou marcada pelo pato inflável da campanha contra e ex-presidente Dilma Rousseff.

Mais à frente, Lula deve voltar à Fiesp, mas neste caso já no contexto de uma série de reuniões da entidade com os principais pré-candidatos a presidente. A do petista será em 9 de agosto. O encontro com Ciro Gomes (PDT) é previsto para 27 de julho e com Simone Tebet (MDB), para 1º de agosto.

O presidente português

Neste domingo (3), Lula se encontrou  com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, em São Paulo. Segundo a assessoria do petista, a conversa girou em torno da guerra na Ucrânia, do mundo depois da pandemia de covid-19 e do cenário político na América Latina.

“Foi muito importante a análise sobre a guerra da Ucrânia, os efeitos geopolíticos, econômicos e sociais sentidos na Europa. Falamos depois na situação da América Latina, o que pode resultar disso tudo, o atual e o novo equilíbrio geopolítico”, explicou Rebelo a jornalistas. “Naturalmente falei do ponto de vista europeu sobre a guerra, já que somos membros da Otan e da União Europeia”, acrescentou.

Devido ao encontro de Rebelo com Lula, previamente anunciado, Bolsonaro resolveu cancelar a audiência que estava marcada com o chefe de Estado português nesta segunda-feira (4), em mais um episódio constrangedor para a diplomacia brasileira. Rebelo de Sousa comentou o gesto do colega brasileiro com bom humor e ironia. “É possível o almoço? Muito bem. Não é possível? Ninguém morre”, disse. “Em Portugal temos uma frase: ‘Ninguém deve fazer-se convidado, nem para boda, nem para batizado”, acrescentou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.