Lula vai propor reduzir imposto dos pobres e aumentar o dos ricos

Líder em todos os cenários para as eleições de 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai reforçar o discurso de combate às desigualdades no Brasil, incluindo o aumento de impostos para os mais ricos e a redução dos tributos para a população mais pobre; “Agora vamos radicalizar, indo à raiz dos problemas”, disse Lula a aliados num encontro recente; no manifesto de lançamento de sua plataforma eleitoral, o petista defenderá o fim do teto dos gastos públicos, que congelou despesas federais por 20 anos, reduzindo investimentos em áreas cruciais, como saúde e educação

Lula vai propor reduzir imposto dos pobres e aumentar o dos ricos
Lula vai propor reduzir imposto dos pobres e aumentar o dos ricos (Foto: Ricardo Stuckert)

247 - No manifesto em que pretende apresentar sua plataforma eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defenderá o fim do teto dos gastos públicos, que congelou despesas federais por 20 anos, reduzindo investimentos em áreas cruciais, como saúde e educação. O tom será oposto ao da Carta ao Povo Brasileiro de 2002, quando se comprometeu com o equilíbrio fiscal para ganhar a confiança dos investidores. “Agora vamos radicalizar, indo à raiz dos problemas”, disse Lula a aliados num encontro recente.

O foco da nova carta será o combate à desigualdade, dizem os petistas. Esta seria a chave da proposta para atacar os desequilíbrios da Previdência e promover mudanças no sistema tributário, desonerando os mais pobres e aumentando os impostos dos mais ricos.

Ainda não há data para divulgar o documento. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgará em breve recursos de Lula contra sua condenação e poderá mandar prendê-lo em seguida. O ex-presidente também quer usar a carta para expor sua visão sobre os processos que enfrenta.

As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247