Maia dificilmente abrirá impeachment de Bolsonaro: entenda o porquê

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, dificilmente abrirá o impeachment contra Jair Bolsonaro e será lembrado como o parlamentar que segurou mais de 60 processos contra o extremista

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que termina o seu mandato nesta segunda-feira (1) dificilmente abrirá o impeachment contra Jair Bolsonaro e será lembrado como o parlamentar que segurou mais de 60 processos contra o extremista. 

Segundo os jornalistas Gerson Marques e Ricardo Noblat, dificilmente o parlamentar, que deixou o DEM nesta manhã, aceitará o impeachment. Isso porque o pedido teria resistência para ser aceito na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e ele não estaria dispoto a abrir o processo nas suas úlltimas horas no comando da casa. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email