Maia se posiciona contra aumento de verba para fundo eleitoral

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que, na crise fiscal, não considera oportuno aumentar as verbas do fundo eleitoral para financiar as eleições municipais de 2020. O parlamentar afirmou que o ideal é manter para o fundo o mesmo valor da eleição de 2018: R$ 1,7 bi. Corrigido pela inflação dá pouco acima de R$ 1,8 bi

(Foto: Luis Macedo - Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que, na crise fiscal, não considera oportuno aumentar as verbas do fundo eleitoral para financiar as eleições municipais do próximo ano. Ao Blog do Valdo Cruz, o parlamentar afirmou que o ideal é manter para o fundo o mesmo valor da eleição de 2018: R$ 1,7 bilhão corrigido pela inflação no período, o que deve dar algo um pouco acima de R$ 1,8 bilhão.

Congressistas planejam aumentar a cifra para mais de R$ 3 bilhões no próximo ano. A proposta pode ser votada nesta semana no Senado, depois de ter sido aprovado na Câmara.

O projeto retirou o limite de uso de 30% das verbas de emendas parlamentares de bancadas para o fundo, como está previsto na legislação atual.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247