Maia: 'Temer sugeriu imposto para financiar a segurança pública'

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) declarou que Michel Temer sugeriu um imposto exclusivo para financiar a segurança pública; Maia afirmou ser contra aumentar impostos e disse que, se o governo quiser, terá de fazer o aumento sem passar pelo Legislativo."O governo que corte ministérios e reduza despesas públicas. Querem dinheiro para financiar o caos na segurança pública, mas não sabem o que fazer", afirmou Maia

Brazil's President Michel Temer attends a ceremony with Brazilian Lower House's President Rodrigo Maia in Brain Institute in Rio de Janeiro, Brazil September 15, 2017. REUTERS/Ricardo Moraes
Brazil's President Michel Temer attends a ceremony with Brazilian Lower House's President Rodrigo Maia in Brain Institute in Rio de Janeiro, Brazil September 15, 2017. REUTERS/Ricardo Moraes (Foto: Charles Nisz)

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) declarou que Michel Temer sugeriu um imposto exclusivo para financiar a segurança pública, segundo a jornalista Andreia Sadi, da GloboNews. O assunto foi discutido no sábado (17) no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro.

Maia afirmou ser contra aumentar impostos e disse que, se o governo quiser, terá de fazer o aumento por decisão do Executivo, sem passar pelo Legislativo."O governo que corte ministérios e reduza despesas públicas. Querem dinheiro para financiar o caos na segurança pública, mas não sabem o que fazer. Eles têm, por exemplo, dentro do IOF espaço para mexer em alíquota. Porque não é no Congresso que eles vão resolver isso, é uma decisão do Executivo", afirmou Maia.

Na conversa, Maia disse a Temer que, para valer neste ano, uma nova contribuição, nos moldes da CPMF (antigo imposto do cheque), só seria possível por meio de emenda à Constituição.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247