Mantega é denunciado por atos de improbidade

Liderados por Demstenes Torres (DEM), senadores encaminharam ao procurador-geral da Repblica representao que exige a perda da funo pblica caso seja confirmado que ministro manteve Luiz Felipe Denucci naCasa da Moeda mesmo aps alertado de indcios de corrupo

Mantega é denunciado por atos de improbidade
Mantega é denunciado por atos de improbidade (Foto: FÁBIO MOTTA/AGÊNCIA ESTADOFÁBIO MOTTA/AGÊNCIA ESTADO)

247 - Senadores da oposição, liderados por Demóstenes Torres (DEM-GO), encaminharam nesta terça (14) ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, uma representação contra o ministro Guido Mantega (Fazenda) citando "indícios da prática de atos de improbidade administrativa". O documento é também assinado por Alvaro Dias (PSDB-PR), Aloysio Nunes (PSDB-SP), Pedro Taques (PDT-MT), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Randolph Rodrigues (PSOL-AP).

Segundo informações do blogueiro Claudio Humberto, a representação afirma que Guido Mantega, inicialmente "sabia das acusações contra o chefe da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci, ou seja, mesmo após ter sido alertado oficialmente de que ele estava sendo investigado pela Receita e pela Polícia Federal por e, logo, que existiam robustos indícios de corrupção, o ministro manteve Denucci no comando da Casa da Moeda, com isso dando causa à continuidade dos atos lesivos ao interesse público".

Na opinião dos senadores, a conduta de Mantega constitui ato previsto na Lei da Improbidade Administrativa e por isso pedem a instauração de inquérito civil público para a apuração dos fatos. Se confirmadas as suspeitas, eles pedem que sejam aplicadas ao ministro as penas da lei, entre as quais, se encontra a perda da função pública. Inicialmente prevista para definir uma posição sobre os projetos que aguardam votação no Senado, a reunião da bancada oposicionista serviu sobretudo para a discussão desse documento. De acordo com Álvaro Dias, a representação será protocolada junto à Procuradoria Geral da República via internet.

A oposição quer também rastrear a origem da suposta propina de US$ 25 milhões. Suspeita que não teria relação apenas com a Casa da Moeda.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247