Marina busca manter ligações com igrejas evangélicas

A pré-candidata à presidência da república Marina Silva (Rede) mantém e busca manter, ainda que discretamente, suas conexões com a igreja evangélica; ela participa de cultos e fala com lideranças religiosas, ainda que não faça "do palanque um púlpito nem do púlpito um palanque"

Marina busca manter ligações com igrejas evangélicas
Marina busca manter ligações com igrejas evangélicas (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

247 - A pré-candidata à presidência da república Marina Silva (Rede) mantém e busca manter, ainda que discretamente, suas conexões com a igreja evangélica. Ela participa de cultos e fala com lideranças religiosas, ainda que não faça "do palanque um púlpito nem do púlpito um palanque".

"A três meses da eleição presidencial, a ex-senadora, missionária da Assembleia de Deus, busca manter pontes com diferentes denominações, em meio a críticas de pessoas que compartilham de sua fé. Discretamente, obedecendo a um mantra pessoal de "não fazer do palanque um púlpito nem do púlpito um palanque", ela participa de cultos e fala com lideranças religiosas.

(...)

Em junho, Marina aproveitou passagens por São Paulo para ir a pelo menos duas igrejas. Os compromissos não estavam na agenda dela divulgada à imprensa. Sua assessoria afirma que não eram atividades da esfera política. A presença da pré-candidata na Igreja Presbiteriana de Pinheiros (zona oeste), onde deu testemunho no palco após um culto para mulheres, teve repercussão ruidosa. O templo passou a ser cobrado em redes sociais por dar espaço à ex-senadora. No Facebook, veio uma enxurrada de críticas, com adjetivos como comunista e "abortista" sendo relacionados a ela."

Leia mais aqui. 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247