Mensagens implicam braço direito de Temer em propinas da Caixa

Afilhado político e um dos principais conselheiros de Michel Temer, Roberto Derziê, que ocupa a vice-presidencia de Governo da Caixa Econômica, está implicado em propinas na Caixa. Mensagens de celular entregues ao Ministério Público Federal pelo empresário Alexandre Margotto fazem referência à atuação de Derziê em negociações que resultaram em irregularidades no Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS); as mensagens indicam que a atuação beneficiaria empresas privadas; Derziê é uma indicação pessoal de Temer, e já tinha sido citado em um relatório da Polícia Federal (PF) sobre irregularidades na Caixa

Mensagens implicam braço direito de Temer em propinas da Caixa
Mensagens implicam braço direito de Temer em propinas da Caixa

247 - Mensagens de celular entregues ao Ministério Público Federal pelo empresário Alexandre Margotto implicam o braço direito de Michel Temer, Roberto Derziê, vice-presidente de Governo da Caixa Econômica, propinas no banco.  As mensagens fazem referência à atuação de Derziê em negociações que resultaram em irregularidades no Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS). O conteúdo entregue às autoridades indica que a atuação beneficiaria empresas privadas. Derziê é uma indicação pessoal de Temer, e já tinha sido citado em um relatório da Polícia Federal (PF) sobre irregularidades na Caixa.

As informações são de reportagem de André de Souza em O Globo.

"A delação de Margotto foi homologada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília. As mensagens que citam Derziê foram escritas pelo ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Fábio Cleto, um colaborador da Operação Lava-Jato e ex-conselheiro do FI-FGTS. Em sua delação, Cleto já tinha apontado irregularidades nos investimentos do fundo na Eldorado, o que teria rendido propina ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Em 7 de agosto de 2014, Margotto encaminhou ao doleiro Lúcio Bolonha Funaro, então seu sócio, duas mensagens de Cleto tratando da participação de Derziê no esquema. Uma faz referência a outras duas vice-presidências da Caixa, a de Riscos, e a de Gestão de Ativos de Terceiros (Viter). “Tô em cima cobrando todo mundo. Pus Derziê para cobrar junto comigo e falamos com Risco e Viter. Esses caras tão foda e ainda estão dando trabalho para a empresa”, diz Cleto."

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247