Ministério da Economia chancelou ida de Weintraub aos EUA com carta ao Banco Mundial

O Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes, enviou ao Banco Mundial uma carta de indicação com o nome do agora ex-ministro Abraham Weintraub para ter sua entrada autorizada nos EUA

Weintraub
Weintraub (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Além do passaporte diplomático que possivelmente usou como ainda ministro da Educação para os Estados Unidos, Abraham Weintraub utilizou pelo menos mais um documento do governo brasileiro para ter sua entrada autorizada no país. O Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes, enviou ao Banco Mundial uma carta de indicação com o nome do agora ex-ministro. A informação foi publicada nesta segunda-feira (22) pela jornalista Carla Araújo, em sua coluna no portal UOL

Segundo a jornalista, o documento foi elaborado pela área internacional da pasta e, segundo o ministério, Weintraub não teria uma cópia da carta. O ex-ministro é alvo de dois inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) e ainda não está claro como ele conseguiu entrar no país, já que os EUA proibiram a entrada de brasileiros devido à pandemia do novo coronavírus.

Questionados pela coluna, o Ministério da Justiça e da Casa Civil informaram desconhecer se o ministro entrou nos Estados Unidos com alguma documentação do governo brasileiro. Na última quinta-feira, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Weintraub anunciou que deixaria a pasta da Educação e falou da indicação para o Banco Mundial.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247