Ministros do STF discutem libertação de Cunha

Apesar da decisão do plenário do Supremo nesta semana, que decidiu por 8 a 1 manter o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha na prisão, onde está desde outubro, ministros da corte discutem, em caráter reservado, a possibilidade de soltar o peemedebista, com a concessão de um habeas corpus pendente no STJ; para alguns, o caso de Cunha poderia servir para colocar um freio nas prisões preventivas

cunha
cunha (Foto: Gisele Federicce)

247 - Ministros do Supremo Tribunal Federal discutem, em caráter reservado, a libertação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da prisão, onde está desde outubro passado.

Segundo reportagem da Folha, apesar da decisão do plenário do STF nesta semana, que decidiu por 8 a 1 manter Cunha preso, magistrados debatem a possibilidade de soltar o peemedebista, com a concessão de um habeas corpus pendente no STJ.

"Isso porque, avaliam, a votação desta semana foi baseada em argumentos processuais e não na legalidade da prisão decretada pelo juiz Sergio Moro, de Curitiba", diz a reportagem. Para alguns, o caso de Cunha poderia servir para colocar um freio nas prisões preventivas.

Nos últimos dias, os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello foram duros críticos das prisões preventivas da Lava Jato de Sergio Moro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247