'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre censura imposta a sites pelo STF

Ministro do STF Marco Aurelio Mello classificou como "mordaça" a decisão do também ministro da Corte, Alexandre de Moraes, para que a revista Crusoé e o site O Antagonista retirassem do ar uma reportagem que citava o presidente do STF, Dias Toffoli; "Mordaça, mordaça. Isso não se coaduna com os ares democráticos da Constituição de 1988. Não temos saudade do regime pretérito. E não me lembro nem no regime pretérito, que foi regime de exceção, de medidas assim, tão virulentas como foi essa", disse 

'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre censura imposta a sites pelo STF
'Mordaça', diz Marco Aurélio sobre censura imposta a sites pelo STF (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurelio Mello, classificou como "mordaça" a decisão do também ministro da Corte, Alexandre de Moraes, para que a revista Crusoé e o site O Antagonista retirassem do ar uma reportagem que citava o presidente do STF, Dias Toffoli.

"Mordaça, mordaça. Isso não se coaduna com os ares democráticos da Constituição de 1988. Não temos saudade do regime pretérito. E não me lembro nem no regime pretérito, que foi regime de exceção, de medidas assim, tão virulentas como foi essa", disse o ministro em entrevista à Rádio Gaúcha nesta quinta-feira (18).

Para ele, existe um "problema da autoestima" no STf, com destaque para Dias Toffoli e Alexandre de Moraes. "Precisam tirar o pé do acelerador. Precisam ter menos autoestima e observar com rigor a lei das leis que é a Constituição Federal. Não se avança culturalmente se não for assim", comentou.

Ainda segundo Marco Aurélio, a instauração de inquérito um inquérito para apurar fake news contra ministros da Corte não caberia ao Supremo. "Cabia sim, se fosse o caso, se fosse o Ministério Público, que é quem atua como estado acusador. O Supremo é um estado julgador, principalmente julgador. só deve atuar mediante provocação", afirmou.

"Eu penso que o convencimento da maioria é no sentido oposto ao que me informou o Alexandre de Moraes. Ele próprio deve estar convencido disso. Por isso, eu aguardo um recuo", completou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email