Na TV, PSDB foca na economia e pede basta

Propaganda nacional tucana não cita impeachment, corrupção, Petrobras ou Operação Lava Jato; na pílula de 30 segundos que vai ao ar a partir das 19h30 em todo o país neste domingo (10), sigla oposicionista conclama eleitor a dar um "chega" na política econômica “que penaliza os brasileiros com aumento de impostos, juros mais altos, tarifaço na conta de luz e alta da gasolina justamente no momento em que as famílias enfrentam os prejuízos da crise”

Propaganda nacional tucana não cita impeachment, corrupção, Petrobras ou Operação Lava Jato; na pílula de 30 segundos que vai ao ar a partir das 19h30 em todo o país neste domingo (10), sigla oposicionista conclama eleitor a dar um "chega" na política econômica “que penaliza os brasileiros com aumento de impostos, juros mais altos, tarifaço na conta de luz e alta da gasolina justamente no momento em que as famílias enfrentam os prejuízos da crise”
Propaganda nacional tucana não cita impeachment, corrupção, Petrobras ou Operação Lava Jato; na pílula de 30 segundos que vai ao ar a partir das 19h30 em todo o país neste domingo (10), sigla oposicionista conclama eleitor a dar um "chega" na política econômica “que penaliza os brasileiros com aumento de impostos, juros mais altos, tarifaço na conta de luz e alta da gasolina justamente no momento em que as famílias enfrentam os prejuízos da crise” (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nada de impeachment, corrupção, Petrobras ou Operação Lava Jato. O PSDB apresenta a partir deste domingo (10) na propaganda partidária do rádio e da TV uma pílula de 30 segundos onde o tema é a desaceleração da economia e o que considera a supressão de direitos dos trabalhadores pelo governo de Dilma Roussef (PT). Ao final, partido pede uma basta, o, incitando o eleitor à indignação.

Nas inserções, nacionais, o PSDB reforça que o governo penaliza os brasileiros com aumento de impostos, juros mais altos, tarifaço na conta de luz e alta da gasolina justamente no momento em que as famílias enfrentam os prejuízos da crise econômica, com o retorno da inflação e elevação do desemprego. As peças serão exibidas em todos os canais de TV aberta, das 19h30 às 22h (horário de Brasília).

Assista:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247