Novo diretor-geral da PF foi reprovado em exame psicotécnico

Recém-empossado diretor-geral da Polícia Federal por Jair Bolsonaro, Rolando de Souza já foi reprovado num exame psicotécnico no concurso da Polícia Rodoviária Federal

Rolando é o segundo na hierarquia da Abin, dirigida por Alexandre Ramagem.
Rolando é o segundo na hierarquia da Abin, dirigida por Alexandre Ramagem. (Foto: Thiago Bergamasco/Agência Phocus)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Recém-empossado diretor-geral da Polícia Federal por Jair Bolsonaro, Rolando de Souza já foi reprovado num exame psicotécnico no concurso da Polícia Rodoviária Federal. A informação é do jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo. 

No final da década de 90, antes de entrar para a PF, ele tentou uma vaga na PRF. Barrado pelo psicotécnico, Souza recorreu à Justiça. Alegou irregularidades no exame a que foi submetido e pediu para tomar posse, sob justificativa de que fora aprovado nas demais etapas do certame. 

Diz um trecho do processo, informa o jornalista: 

— Surpreendido com a reprovação no exame psicotécnico, e afirmando a ilegalidade do mesmo diante do seu caráter secreto e irreconhecível, o candidato impetrou mandado de segurança perante a 3ª vara federal da Seção Judiciária do Distrito Federal, tendo o juiz de plantão concedido liminar para que participasse das etapas posteriores. Agora, já aprovado em todas asa etapas, inclusive no curso de formação, diz o impetrante ter direito líquido e certo à nomeação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247