O Brasil pós-golpe: 62% dos jovens querem partir

No filme de terror em que o Brasil foi transformado pelo golpe de 2016, que derrubou uma presidente honesta, instalou uma quadrilha no poder, destruiu empregos e entregou riquezas nacionais, o resultado é devastador; pesquisa Datafolha aponta que, se pudessem, 62% dos jovens iriam embora do Brasil e que a mesma decisão seria tomada por 43% dos adultos

Fora Temer 
atinge 9,7% contra 82,5% de desaprovação, além de 7,8% que não souberam opinar.
Fora Temer  atinge 9,7% contra 82,5% de desaprovação, além de 7,8% que não souberam opinar. (Foto: Leonardo Attuch)

247 – No filme de terror em que o Brasil foi transformado pelo golpe de 2016, que derrubou uma presidente honesta, instalou uma quadrilha no poder, destruiu empregos e entregou riquezas nacionais, o resultado é devastador. Pesquisa Datafolha aponta que, se pudessem, 62% dos jovens iriam embora do Brasil e que a mesma decisão seria tomada por 43% dos adultos.

"Num piscar de olhos, a população dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná desapareceria do Brasil. Cerca de 70 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais deixariam o Brasil se pudessem, mostra o Datafolha. Na pesquisa, feita em todo o Brasil no mês passado, 43% da população adulta manifestou desejo de sair do país. Entre os que têm de 16 a 24 anos, a porcentagem vai a 62%. São 19 milhões de jovens que deixariam o Brasil, o equivalente a toda a população de Minas Gerais. O êxodo não fica apenas na intenção. O número de vistos para imigrantes brasileiros nos EUA, país preferido dos que querem se mudar, foi a 3.366 em 2017, o dobro de 2008, início da crise global", informa reportagem de Ana Estela de Sousa Pinto.

Ou seja: o Brasil, que era um dos países mais admirados do mundo nos governos Lula e Dilma, e poderia se converter numa grande potência global, hoje não desperta a confiança nem dos brasileiros.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247