O essencial da pesquisa Quaest é a estabilidade do cenário favorável a Lula

"Não deve haver mudanças neste quadro até março/abril, salvo por fatores imprevisíveis", escreve Fernando Brito, editor do Tijolaço

www.brasil247.com - Lula na Bahia com jovens
Lula na Bahia com jovens (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Fernando Brito, editor do Tijolaço – Nenhuma alteração significativa do quadro eleitoral veio da primeira pesquisa eleitoral de 22, a Genial Quaest, divulgada esta manhã.

Ao contrário, o quadro se mostra sólido, tanto nas intenções de voto quanto na rejeição a candidatos, com variações dentro da margem de erro num e noutros quesitos, inclusive com números francamente desanimadores neste último para Jair Bolsona (66% não votariam de forma alguma), quanto para Dória (60%) e Sergio Moro (59%). Lula fica bem abaixo – 43%, o mesmo índice da pesquisa de dezembro.

Nas intenções de voto, os 45% obtidos por Lula seriam o suficiente para fazê-lo vencer em primeiro turno, pois representam 51% dos votos válidos, bem longe dos 23% de Bolsonaro (26% dos válidos).

PUBLICIDADE

Moro, outra vez, não mostrou capacidade de atrair votos e segue nos 9%, marcando 1% menos em relação a dezembro, o que não tem significado estatístico de variação.

Num eventual 2° turno, segundo a pesquisa, parece ser indiferente a Lula ter de enfrentar Bolsonaro (vence de 64% a 36%) ou Moro (vence de 62% a 38%).

PUBLICIDADE

Não deve haver mudanças neste quadro até março/abril, salvo por fatores imprevisíveis. Mas a situação de Moro e Ciro Gomes, com percentuais baixos, é francamente desanimadora para conseguir apoios, inferiores até à de João Dória, que tem a máquina do governo paulista para conquistá-los.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email