Odiado pelo Brasil, Temer reforça segurança de Michelzinho

Rejeitado pela quase totalidade da população brasileira após as revelações do empresário Joesley Batista, dono da JBS, de que cometeu corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer pediu reforça à segurança de toda a família, em especial do filho Michelzinho

Rejeitado pela quase totalidade da população brasileira após as revelações do empresário Joesley Batista, dono da JBS, de que cometeu corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer pediu reforça à segurança de toda a família, em especial do filho Michelzinho
Rejeitado pela quase totalidade da população brasileira após as revelações do empresário Joesley Batista, dono da JBS, de que cometeu corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer pediu reforça à segurança de toda a família, em especial do filho Michelzinho (Foto: Aquiles Lins)

247 - Na iminência de deixar a presidência da República, seja por cassação do mandato ou por impeachment, já que prometeu não renunciar, Michel Temer demonstrou preocupação com a segurança da família. 

Rejeitado pela quase totalidade da população brasileira após as revelações do empresário Joesley Batista, dono da JBS, de que cometeu corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer pediu reforça à segurança de toda a família, em especial do filho Michelzinho.

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247