Oposição cobra que Lula faça "lobby às claras"

"Se ele quer fazer lobby, que faça às claras, que receba honorários para isso. Feito por baixo dos panos é indecoroso. O problema é confundir o interesse de uma empresa com os interesses do país", criticou o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes (SP), comentando as viagens bancadas por empreiteiras que o ex-presidente fez pelo continente africano; juntaram-se ao coro dos críticos o tucano Alvaro Dias e o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno: "É a relação incestuosa de um ex-presidente cujo partido está no poder"

Oposição cobra que Lula faça "lobby às claras"
Oposição cobra que Lula faça "lobby às claras"
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Parlamentares da oposição não deixaram passar em branco nesta sexta-feira a revelação de que empreiteiras como OAS e Odebrecht patrocinaram viagens do ex-presidente Lula pelo continente africano. O Instituto Lula confirmou que as empreiteiras bancaram as viagens, mas sob o pretexto de que Lula ajuda a consolidar no exterior a "imagem e os interesses da nação brasileira" (leia mais).

Para o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes (SP), a relação do ex-presidente com empreiteiras é prova de que Lula mistura interesses "nacionais com empresariais" ao viajar para o exterior. "Se ele quer fazer lobby, que faça às claras, que receba honorários para isso. Feito por baixo dos panos é indecoroso. O problema é confundir o interesse de uma empresa com os interesses do país", criticou Nunes.

Alvaro Dias (PSDB-PR) se juntou ao coro, afirmando que o pagamento das viagens por empreiteiras indica que Lula beneficiou as empresas enquanto esteve no comando do país. "Fica a impressão de benefícios governamentais retribuídos com vantagens posteriores ao mandato. É importante que o ex-presidente esclareça isso", cobrou.

"Relações incestuosas"

Líder do PPS na Câmara, o deputado Rubens Bueno (PR) considera que Lula manteve "relações incestuosas" com as empreiteiras durante seu governo. "É a relação incestuosa de um ex-presidente cujo partido está no poder, liberando recursos para esses financiadores de campanha que pagam suas viagens e financiam o seu partido", analisou. "O Lula está agindo nessas viagens não como defensor dos interesses da nação, mas como mercador do PT e de seus financiadores de campanha", completou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email