Oposição quer convocar Renan e Cunha para depor em CPI

A oposição protocolou, nesta segunda-feira (9), o requerimento para convocar os presidentes da Câmara Federal e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e Renan Calheiros (PMDB-AL), respectivamente, para prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que apura casos de corrupção na companhia; além de Renan e Cunha, o requerimento assinado pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA) também pede que a CPI ouça outros 47 políticos que figuram na lista de abertura de inquérito aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada

A oposição protocolou, nesta segunda-feira (9), o requerimento para convocar os presidentes da Câmara Federal e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e Renan Calheiros (PMDB-AL), respectivamente, para prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que apura casos de corrupção na companhia; além de Renan e Cunha, o requerimento assinado pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA) também pede que a CPI ouça outros 47 políticos que figuram na lista de abertura de inquérito aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada
A oposição protocolou, nesta segunda-feira (9), o requerimento para convocar os presidentes da Câmara Federal e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e Renan Calheiros (PMDB-AL), respectivamente, para prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que apura casos de corrupção na companhia; além de Renan e Cunha, o requerimento assinado pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA) também pede que a CPI ouça outros 47 políticos que figuram na lista de abertura de inquérito aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada (Foto: Paulo Emílio)

247 - A oposição protocolou, nesta segunda-feira (9), o requerimento para convocar os presidentes da Câmara Federal e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e Renan Calheiros (PMDB-AL), respectivamente, para prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que apura casos de corrupção na companhia.

Além de Renan e Cunha, o requerimento assinado pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA) também pede que a CPI ouça outros 47 políticos que figuram na lista de abertura de inquérito aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada. O requerimento, contudo, deverá ser analisado apenas na próxima quinta-feira (12), quando será realizada uma sessão administrativa.

O presidente do Senado foi citado em depoimento de delação premiada feito pelo doleiro Alberto Youssef como sendo um dos integrantes do "núcleo político" de um esquema de corrupção na Petrobras. Já Eduardo Cunha foi citado como tendo sido beneficiário de repasses com recursos desviados de contratos da estatal.
"É crível que seria muito pouco provável que muitos desses agentes políticos não só não tivessem plena consciência de que os valores repassados a eles eram provenientes de vantagens indevidas pagas a diretores e altos funcionários da Petrobras, mas que também atuavam para dar continuidade ao esquema criminoso", disse Eliziane.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247