Oposição vai ao STF contra aparelhamento de Bolsonaro na Abin

Partidos de oposição no Congresso informaram que ingressaram com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF contra um decreto assinado por Jair Bolsonaro com mudanças na organização da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), acelerando a intervenção política na agência

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa/PR | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Partidos de oposição no Congresso informaram nesta quarta-feira (5) que ingressaram com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) contra um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com mudanças na organização da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A informação é da jornalista Carla Araújo, no portal UOL. 

"Se o Presidente da República deseja que a Abin tenha poder requisitório de informações ainda mais amplo do que atual - e à revelia das normas constitucionais -, é evidente que, dado o contexto fático, sua intenção não é a de melhor prover a Inteligência brasileira, mas de dar mais dados à sua linha investigativa paralela, provavelmente colocando sob a mira do laser estatal - e paraestatal, dado o suposto esquema estruturado de geração de fake news contra quem pensa diferente - todos os possíveis adversários político-ideológicos. Não se trata de uma guinada com vistas a beneficiar a sociedade, mas tão somente o governante de plantão", diz um trecho da ação. 

A reportagem ainda informa que Rede e PSB citam ainda o episódio da produção de dossiês contra adversários políticos do governo, pelo Ministério da Justiça.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247