Orlando Silva quer convocar Mendonça a explicar cortes a crianças com deficiência

Deputado do PCdoB solicitou nesta semana à Comissão de Educação da Câmara a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho, para explicar o veto parcial do Projeto de Lei de Conversão nº 26, do governo de Michel Temer, que garante apoio financeiro da União a municípios para ampliação da oferta de educação infantil, a inclusão no sistema educacional de crianças com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP), além de estabelecer novas regras de repasse do apoio financeiro

Deputado do PCdoB solicitou nesta semana à Comissão de Educação da Câmara a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho, para explicar o veto parcial do Projeto de Lei de Conversão nº 26, do governo de Michel Temer, que garante apoio financeiro da União a municípios para ampliação da oferta de educação infantil, a inclusão no sistema educacional de crianças com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP), além de estabelecer novas regras de repasse do apoio financeiro
Deputado do PCdoB solicitou nesta semana à Comissão de Educação da Câmara a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho, para explicar o veto parcial do Projeto de Lei de Conversão nº 26, do governo de Michel Temer, que garante apoio financeiro da União a municípios para ampliação da oferta de educação infantil, a inclusão no sistema educacional de crianças com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP), além de estabelecer novas regras de repasse do apoio financeiro (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) solicitou nesta semana à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho, para prestar esclarecimento sobre veto de repasses feitos pelo governo de Michel Temer no setor.

O deputado quesitona especificamente o veto parcial do Projeto de Lei de Conversão nº 26, que garante apoio financeiro da União a municípios para ampliação da oferta de educação infantil, a inclusão no sistema educacional de crianças com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP), além de estabelecer novas regras de repasse do apoio financeiro.

Segundo o deputado, o ministro deve explicar como o governo cumprirá a meta de ampliar as áreas dentro da educação infantil, estabelecida no Plano Nacional de Educação (PNE), fazendo corte nos investimentos.

"A atual conjuntura política e econômica ameaça a democracia no país e dá espaço para que políticas públicas de educação, criadas pelo próprio governo, sofram instabilidade e arbitrarismos como os que estamos assistindo agora", afirma.

O requerimento com a solicitação de presença do ministro deve entrar na pauta de votação da comissão na próxima semana.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247