Palocci nega e diz que “nunca falou” com Costa

Ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil nega "veementemente", por meio de sua assessoria de imprensa, as acusações feitas por Paulo Roberto Costa de que ele seria um dos beneficiados do esquema de corrupção na Petrobras; seu advogado, Guilherme Batochio, ressaltou: "O próprio Paulo Roberto disse que não sabe se foi repassado dinheiro (a Palocci) e reconheceu que o ministro Palocci não lhe pediu nada. Palocci não conhece, nunca falou com Paulo Roberto"; ex-diretor da Petrobras citou em depoimento o nome de 28 políticos supostamente envolvidos na Lava Jato; outros mencionados também negam

Ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil nega "veementemente", por meio de sua assessoria de imprensa, as acusações feitas por Paulo Roberto Costa de que ele seria um dos beneficiados do esquema de corrupção na Petrobras; seu advogado, Guilherme Batochio, ressaltou: "O próprio Paulo Roberto disse que não sabe se foi repassado dinheiro (a Palocci) e reconheceu que o ministro Palocci não lhe pediu nada. Palocci não conhece, nunca falou com Paulo Roberto"; ex-diretor da Petrobras citou em depoimento o nome de 28 políticos supostamente envolvidos na Lava Jato; outros mencionados também negam
Ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil nega "veementemente", por meio de sua assessoria de imprensa, as acusações feitas por Paulo Roberto Costa de que ele seria um dos beneficiados do esquema de corrupção na Petrobras; seu advogado, Guilherme Batochio, ressaltou: "O próprio Paulo Roberto disse que não sabe se foi repassado dinheiro (a Palocci) e reconheceu que o ministro Palocci não lhe pediu nada. Palocci não conhece, nunca falou com Paulo Roberto"; ex-diretor da Petrobras citou em depoimento o nome de 28 políticos supostamente envolvidos na Lava Jato; outros mencionados também negam (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Citado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa como sendo um dos beneficiados do esquema de corrupção em contratos da estatal, o ex-ministro Antonio Palocci negou "veementemente" as acusações feitas por Costa à Justiça por meio de delação premiada.

O advogado Guilherme Batochio, que faz sua defesa, disse que o ex-titular da Casa Civil e da Fazenda nos governos Lula e Dilma sequer conhece o delator. "O próprio Paulo Roberto disse que não sabe se foi repassado dinheiro (a Palocci) e reconheceu que o ministro Palocci não lhe pediu nada. Palocci não conhece, nunca falou com Paulo Roberto", afirmou.

Outros nomes da lista de 28 políticos citados por Costa também negaram as acusações, como o atual ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o governador do Acre, Tião Viana (PT), e os ex-governadores do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), entre outros.

O ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA) disse que o vazamento de nomes vai acabar prejudicando a delação premiada de Costa. E questionou a reportagem do Estadão, que divulgou a matéria, se tinha alguma prova de que ele recebeu propina. "Prefiro ser julgado pela mídia do que pela Justiça. A mídia julga e mata, mas depois ninguém lembra de nada", comentou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247