Para Alves, assunto de assessor está resolvido

Deputado do PMDB, favorito à presidência da Câmara, diz que sabia desde 1986 que Aluízio Dutra de Almeida era sócio de uma empresa que participava de licitações públicas e recebia verbas federais garantidas por suas emendas parlamentares: "não vejo problema nisso, tanto que o mantive esse tempo todo (13 anos) como meu assessor"

Para Alves, assunto de assessor está resolvido
Para Alves, assunto de assessor está resolvido
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Ao romper o silêncio sobre a denúncia de que repassava emendas parlamentares para e empresa do seu ex-assessor, o candidato do PMDB à presidência da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN) disse não ver problema na questão. Ele sabia, desde 1986, que seu assessor Aluízio Dutra de Almeida era sócio de uma empresa que participava de licitações públicas e que recebia verbas federais garantidas por suas emendas parlamentares.

"Ele não recebeu recursos públicos, quem recebeu foi a empresa da qual ele era cotista. Não vejo problema nisso, tanto que o mantive esse tempo todo (13 anos) como meu assessor. Mesmo assim, para evitar distorções e embaraços políticos, ele teve a lealdade de dizer que iria se exonerar. E eu dei a exoneração. Assunto resolvido", disse.

Almeida pediu demissão anteontem. Os contratos de R$ 6 milhões que mantém com prefeituras do Rio Grande do Norte estão sendo questionados pela Corregedoria Geral da União. (Leia aqui)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email