Para delatar, Cunha terá de ficar um ano preso

Entre os investigadores, há o entendimento de que Eduardo Cunha seria condenado pelas acusações a que responde, e por isso teria que cumprir ao menos um ano sob regime fechado para virar delator; isso se o Supremo Tribunal Federal mantiver seu entendimento manifestado até agora, de início de execução de pena pelo condenado em segunda instância; advogados de Cunha, porém, tentam evitar a cadeia para o deputado cassado

Eduardo Cunha discursa em sessão que resultou na cassação de seu mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília 12/09/2016 REUTERS/Adriano Machado
Eduardo Cunha discursa em sessão que resultou na cassação de seu mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília 12/09/2016 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Gisele Federicce)

247 – Se virar delator, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) terá de ficar ao menos um ano preso em regime fechado, aponta reportagem do Valor Econômico desta quarta-feira 14, que diz ter apurado as informações com fontes a par das tratativas para um suposto acordo.

Entre os investigadores, há o entendimento de que Cunha seria condenado pelas acusações a que responde, e por isso teria que cumprir ao menos um ano de prisão. Isso se o Supremo Tribunal Federal mantiver seu entendimento manifestado até agora, de início de execução de pena pelo condenado em segunda instância.

Os advogados de Cunha, porém, tentam evitar ao máximo a cadeia para o deputado cassado e firmar um acordo, caso ele ocorra, que agrade o cliente. Uma das hipóteses é o uso de tornozeleira eletrônica.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247