Para evitar gravações, Temer instala misturador de vozes no gabinete

Depois de ter sido gravado pelo empresário Joesley Batista cometendo corrupção passiva, Michel Temer resolveu se precaver; o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) instalou, há três semanas, no gabinete presidencial um dispositivo que dificulta a compreensão de áudios captados por aparelhos eletrônicos; chamado de "misturador de voz", o dispositivo emite sinais sonoros que interferem na gravação no ambiente e sobrepõem o áudio de conversas

michel temer
michel temer (Foto: Charles Nisz)

247 - Para evitar que Michel Temer seja mais uma vez gravado, o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) instalou, há três semanas, no gabinete presidencial um dispositivo que dificulta a compreensão de áudios captados por aparelhos eletrônicos. Chamado de "misturador de voz", o dispositivo emite sinais sonoros, não captados pelo ouvido humano, que interferem na gravação no ambiente e sobrepõem o áudio de conversas.

Há previsão que o aparelho seja instalado também em gabinetes ministeriais e no Palácio do Jaburu, onde o empresário Joesley Batista, da JBS, gravou conversa com Temer. O conteúdo do áudio foi utilizado na denúncia contra o peemedebista por corrupção passiva.

Além de Joesley, Temer foi gravado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. Calero deixou o cargo após ser pressionado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima a viabilizar um empreendimento imobiliário no qual tinha adquirido apartamento. Na época, Temer disse que, como uma medida de transparência, avaliava gravar as audiências promovidas no gabinete presidencial, mas até agora não o fez.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247