Para ministro do STJ, caso Marielle não preenche requisitos para federalização

O ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmou que "o Ministério Público tem trabalho, está atuando em conjunto com a polícia. Então, não parece que estão preenchidos os requisitos para federalização"

Luis Felipe Salomão e Marielle Franco
Luis Felipe Salomão e Marielle Franco
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista à jornalista Andréia Sadi no programa Em Foco, da GloboNews, o ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse que a investigação sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco não deve ser federalizado, já que não preenche os requisitos para isto.

"O Ministério Público tem trabalho, está atuando em conjunto com a polícia. Pelo o que a gente observa, pelo que verifico das notícias. Então, não parece que estão preenchidos os requisitos para federalização. E nesse caso, não importa, porque não está previsto na lei a questão das opiniões. Não são assim tão relevantes para que o julgador tome sua decisão. O que é relevante são esses pressupostos previstos na Constituição e na lei", disse Salomão.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247