Para PT, Marta tem mágoa e visa prefeitura em 2016

A cúpula do PT não digeriu a entrevistada ex-ministra da Cultura Marta Suplicy ao jornal Estado de São Paulo; para os membros da legenda, as criticas feitas por ela contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, servem apenas para demonstrar mágoa e para colocar o nome de Marta em evidência visando a disputa eleitoral pela prefeitura de São Paulo em 2016; "Essas vaidades, colocando os interesses pessoais acima do partido, prejudicam muito", disse o vice-presidente do PT, Alberto Cantalice

www.brasil247.com - A cúpula do PT não digeriu a entrevistada ex-ministra da Cultura Marta Suplicy ao jornal Estado de São Paulo; para os membros da legenda, as criticas feitas por ela contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, servem apenas para demonstrar mágoa e para colocar o nome de Marta em evidência visando a disputa eleitoral pela prefeitura de São Paulo em 2016; "Essas vaidades, colocando os interesses pessoais acima do partido, prejudicam muito", disse o vice-presidente do PT, Alberto Cantalice
A cúpula do PT não digeriu a entrevistada ex-ministra da Cultura Marta Suplicy ao jornal Estado de São Paulo; para os membros da legenda, as criticas feitas por ela contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, servem apenas para demonstrar mágoa e para colocar o nome de Marta em evidência visando a disputa eleitoral pela prefeitura de São Paulo em 2016; "Essas vaidades, colocando os interesses pessoais acima do partido, prejudicam muito", disse o vice-presidente do PT, Alberto Cantalice (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A cúpula do PT não digeriu a entrevistada ex-ministra da Cultura Marta Suplicy ao jornal Estado de São Paulo. Para os membros da legenda, as declarações da ex-ministra resultaram em indignação e que as criticas feitas por ela contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, servem apenas para demonstrar mágoa e para colocar o nome de Marta em evidência visando a disputa eleitoral pela prefeitura de São Paulo em 2016.

"É uma entrevista muito ruim para o partido. Essas vaidades, colocando os interesses pessoais acima do partido, prejudicam muito. A militância vê isso com muito maus olhos", disse o vice-presidente do PT, Alberto Cantalice, ao Broadcast Político, da Agência Estado.

O deputado federal Vicente Cândido (SP) também lamento as declarações da ex-ministra. "Eu lamento. A Marta teve todas as portas abertas no PT e sempre galgou os cargos que ela almejou. Ela não deveria ficar chutando dessa forma. Não deveria jogar para cima tudo o que o partido lhe proporcionou".

A entrevista que irritou a cúpula petista foi veiculada neste domingo (11). Dentre as declarações mais fortes estão as que Marta diz que o ministro Aloísio Mercadante é "inimigo do Lula (ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva)", além de ser "candidatíssimo" à Presidência da República em 2018.

PUBLICIDADE

Ela também acusa o presidente do partido, Rui Falcão, de "trair o partido e o projeto do PT". A ex-ministra também bateu forte em cima da gestão da presidente Dilma e na condução da política econômica ao afirmar que "não se engendraram as ações necessárias quando se percebeu o fracasso da política econômica liderada por ela". "Em 2013, esse fracasso era mais do que evidente", disse Marta.

O deputado Devanir Ribeiro (SP) avalia que as declarações da correligionária se devem ao fato dela não ter sido a escolhida pelo partido para disputar a Prefeitura de São Paulo nas últimas eleições. "Na política, não se pode ter ranço ou raiva. Ela está procurando um pretexto para se separar (do PT)", afirmou o parlamentar.

PUBLICIDADE

Confira aqui a matéria publicada pelo Estadão. 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email