Para rebater ofensiva contra Aécio, PSDB-MG pede o afastamento de tucanos de SP

Os diretórios do PSDB de Belo Horizonte e de Minas Gerais apresentam nesta segunda-feira (2) à direção nacional do partido pedidos de afastamento dos presidentes da sigla na capital e no estado de São Paulo. A ala paulista do tucanato é favorável ao afastamento do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) do partido

(Foto: LUIS MACEDO - AG. CÂMARA)

247 - Os diretórios do PSDB de Belo Horizonte e de Minas Gerais apresentam nesta segunda-feira (2) à direção nacional do partido pedidos de afastamento dos presidentes da sigla na capital e no estado de São Paulo. A informação é da coluna de Daniela Lima, publicada no jornal Folha de S.Paulo. A ala paulista do tucanato é favorável ao afastamento do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) do partido. 

Sob o comando do PSDB da capital paulista, Fernando Alfredo será acionado por ter dito à coluna Mônica Bergamo, da Folha, que “boa parte da turma” que votou contra a expulsão de Aécio “é para quem ele distribuiu dinheiro”.

A imagem de Aécio passou a sofrer desgaste já em 2014, quando perdeu a eleição presidencial para Dilma Rousseff no próprio reduto eleitoral do tucano: Minas Gerais, onde ele governou por oito anos. As derrotas aconteceram tanto no primeiro como no segundo turno. 

Em 2016, o desgaste aumentou depois que a imprensa publicou o conteúdo das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista. De acordo com o áudio, o senador pediu propina de R$ 2 milhões ao sócio da JBS. O tucano tratou a propina como venda de apartamento. "Foi proposta, em primeiro lugar, a venda ao executivo de um apartamento de propriedade da família", disse ele, em nota.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247