Para rebater ofensiva contra Aécio, PSDB-MG pede o afastamento de tucanos de SP

Os diretórios do PSDB de Belo Horizonte e de Minas Gerais apresentam nesta segunda-feira (2) à direção nacional do partido pedidos de afastamento dos presidentes da sigla na capital e no estado de São Paulo. A ala paulista do tucanato é favorável ao afastamento do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) do partido

(Foto: LUIS MACEDO - AG. CÂMARA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os diretórios do PSDB de Belo Horizonte e de Minas Gerais apresentam nesta segunda-feira (2) à direção nacional do partido pedidos de afastamento dos presidentes da sigla na capital e no estado de São Paulo. A informação é da coluna de Daniela Lima, publicada no jornal Folha de S.Paulo. A ala paulista do tucanato é favorável ao afastamento do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) do partido. 

Sob o comando do PSDB da capital paulista, Fernando Alfredo será acionado por ter dito à coluna Mônica Bergamo, da Folha, que “boa parte da turma” que votou contra a expulsão de Aécio “é para quem ele distribuiu dinheiro”.

A imagem de Aécio passou a sofrer desgaste já em 2014, quando perdeu a eleição presidencial para Dilma Rousseff no próprio reduto eleitoral do tucano: Minas Gerais, onde ele governou por oito anos. As derrotas aconteceram tanto no primeiro como no segundo turno. 

Em 2016, o desgaste aumentou depois que a imprensa publicou o conteúdo das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista. De acordo com o áudio, o senador pediu propina de R$ 2 milhões ao sócio da JBS. O tucano tratou a propina como venda de apartamento. "Foi proposta, em primeiro lugar, a venda ao executivo de um apartamento de propriedade da família", disse ele, em nota.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247