Parlamentares brasileiros são os mais bem pagos da América Latina

No Brasil, os legisladores recebem salários de cerca de US$ 10,5 mil; ranking é seguido pelos chilenos, que recebem US$ 10,2 mil, pelos colombianos e mexicanos, que têm salários de US$ 9,4 mil e US$ 7 mil, respectivamente; gastos com parlamentares brasileiros, contudo, são bem mais elevados quando somadas as vantagens indiretas como auxílio-moradia, passagens aéreas, ajuda de custo e verbas de gabinete

No Brasil, os legisladores recebem salários de cerca de US$ 10,5 mil; ranking é seguido pelos chilenos, que recebem US$ 10,2 mil, pelos colombianos e mexicanos, que têm salários de US$ 9,4 mil e US$ 7 mil, respectivamente; gastos com parlamentares brasileiros, contudo, são bem mais elevados quando somadas as vantagens indiretas como auxílio-moradia, passagens aéreas, ajuda de custo e verbas de gabinete
No Brasil, os legisladores recebem salários de cerca de US$ 10,5 mil; ranking é seguido pelos chilenos, que recebem US$ 10,2 mil, pelos colombianos e mexicanos, que têm salários de US$ 9,4 mil e US$ 7 mil, respectivamente; gastos com parlamentares brasileiros, contudo, são bem mais elevados quando somadas as vantagens indiretas como auxílio-moradia, passagens aéreas, ajuda de custo e verbas de gabinete (Foto: Paulo Emílio)

247 - Os parlamentares brasileiros são os mais bem pagos na América Latina. Em seguida aparecem os do Chile, Colômbia e México. A Argentina, apesar de não estar entre as primeiras colocações, está no centro da polêmica acerca do ganho de deputados e senadores, uma vez que discute um reajuste de 47% para os membros do parlamento.

No Brasil, os legisladores recebem um total de US$ 10,5 mil. No Chile, este valor cai para US$ 10,2 mil. Em seguida, aparecem a Colômbia e o México, com US$ 9,4 mil e US$ 7 mil.

Conforme aponta um balanço do jornal El País nesta quarta-feira 16, os gastos com parlamentares daqui são bem mais elevados quando levados em consideração os quase R$ 50 mil que os deputados recebem por meio do auxílio-moradia, passagens aéreas e ajuda de custo. Eles também têm direito a realizar cinco voos mensais e a receberem R$ 97.116 para manterem até 25 funcionários por gabinete.

Os senadores recebem, ainda, mais de R$ 69 mil a título de apoio para atividades parlamentares e outros R$ 159 mil de verba de gabinete para manterem até 55 funcionários.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247